Aspirado traqueal de cavalos clinicamente sadios da raça Quarto de Milha após prova de três tambores

Resumo:- O objetivo do presente estudo foi avaliar, com o auxílio de endoscopia, a citologia do aspirado traqueal em vinte sete cavalos da raça Quarto de Milha, provenientes de Curitiba e Região Metropolitana, após prova de Três Tambores. Foi obtida secreção das vias aéreas por aspirado traqueal com cateter de polietileno introduzido no canal de trabalho do endoscópio, na altura da bifurcação traqueal. As lâminas citológicas foram preparadas por esfregaço e coradas pela técnica de panótico rápido e a contagem diferencial foi realizada em 500 células através de microscopia óptica com aumento de 1000 vezes. Nenhum dos cavalos apresentou anormalidade, incluindo epistaxe, ao exame clínico.Entretanto, à citologia detectou-se hemossiderófagos em três animais, sugerindo que alguns deles poderiam estar sofrendo de hemorragia pulmonar subclínica. A contagem diferencial de células do aspirado traqueal foi em média de: 44,09 ± 35,68% de células epiteliais; 1,10 ± 2,18% de células caliciformes; 23,10 ± 35,93% de neutrófilos; 0,13 ± 0,37% de linfócitos; 0,91 ± 2,81% de eosinófilos; 30,57 ± 23,62% de macrófagos e 0,13 ± 0,93% de hemossiderófagos. Em conclusão, baseado no presente trabalho, a avaliação das populações celulares com o aspirado traqueal pode fornecer ao clínico importantes informações adicionais, especialmente acerca de processos inflamatórios das vias aéreas inferiores e hemorragia pulmonar.

Autores: Michelotto Júnior, P.V1; Biava, J.S 2; Gonçalves, R. C 3; Cassou, F 4; Bonfá, A. F 5; Machado, C. D 5.

Veja o artigo na íntegra: Aspirado traqueal de cavalos clinicamente sadios da raça Quarto de Milha após prova de três tambores